Àlácarte vogue
a a 24 Fevereiro
rita dias
a a 01 Março
diálogos inusitados
TEATRO
a a 02 Março
Gisela
Cañamero
a a 08 Março
Nanã Sousa Dias
& Vera de Vilhena
Quarteto
a a 09 Março
susana
travassos
a a 15 Março
Mili Vizcaíno
a a 22 Março
Armazém 8,

a sua sala de espetáculos em Évora, celebrou 10 anos de existência

O mês de dezembro fica marcado pela celebração da década do Armazém 8.
10 anos de espetáculos, exposições, estreias, novos e novas cantoras que deram voz a muitas noites nesta sala de espetáculos de Évora, que é a sua.

O Armazém estava cheio, repleto das pessoas que o construíram ao longo destes dez anos e do público que carinhosamente o fez crescer e ser o que é hoje. Foram 150 pessoas, nesta grande festa de todos. Ana Paula Amendoeira, Diretora Regional de Cultura do Alentejo, Paulo Pires, gestor cultural e programador nacional, Florbela Fernandes, Vereadora da Câmara Municipal de Évora (CME) pelo Movimento Cuidar de Évora, o antigo vereador da cultura da CME, Eduardo Luciano, que inaugurou o Armazém há 10 anos atrás, e jornalistas de todo o território alentejano e de Lisboa foram alguns dos que não quiseram deixar de prestar homenagem nesta noite a toda a equipa do Armazém 8.

“O sonho foi-se construindo, fazendo o seu caminho, não exatamente como o tínhamos sonhado, mas como ele achou que deveria ser e nós fomos caminhando, acompanhadas por muitos dos que estão hoje aqui presentes, que são responsáveis por tudo isto”, realçou Lurdes Nobre, membro da direção do Armazém 8, que iniciou a noite agradecendo o apoio de todos os que contribuíram e contribuem para o sucesso do A8. “O nome do Armazém 8 passou a circular, o público passou palavra e os espetáculos passaram de 20 a 30 espetadores no 1º ano, para salas esgotadas no último. Os artistas passaram de 30 ou 40 inscritos para mais de 600, este ano. Criámos laços, redes nacionais e internacionais, e passámos a fazer parte do circuito dos grandes nomes que passam por Portugal, que vão a Lisboa, Porto e querem vir a Évora. Responsabilizo-vos a todos, porque é de vocês como público que os artistas falam quando falam do Armazém 8 uns aos outros, levando-os a querer vir aqui! Falam do vosso silêncio durante o espetáculo, da vossa participação, do vosso afeto no final. Contamos com todos nesta nova década que iniciamos em 2024.”

No início da noite decorreu a inauguração da exposição de fotografias ” CENAS EM PALCO” de Luís Marino. Uma retrospetiva dos grupos que se apresentaram no A8 ao longo dos seus dez anos de história. A exposição será possível de visitar até dia 31 de março de 2024.

Seguiu-se a entrega do 11º Prémio José Melo – Coragem de Ficar, excecionalmente com duas atribuições: a Lurdes Nobre e a Paulo Nobre. Uma surpresa para ambos, que tornou a noite ainda mais memorável. O conceito deste Prémio liga-se ao território, trata-se de uma homenagem às pessoas que tiveram a coragem de ficar no Alentejo, apesar dos desafios constantes para desenvolver carreira nas áreas das artes e da comunicação.

Lurdes Nobre foi reconhecida e surpreendida com o Prémio “Coragem de Ficar”. Nascida em Évora, Lurdes permaneceu sempre no Alentejo. Mulher da comunicação, da rádio e do jornalismo. Foi diretora de um jornal cultural entre 1998 e 2000. Integra a direção da Associ’arte (Associação de Comunicação e Artes) onde, além do cargo de direção, produziu diversos eventos próprios e em parceria. Tem assegurado o trabalho de produção de espetáculos e gestão na Associ’Arte nos últimos 15 anos. No decurso do trabalho desenvolvido nesta associação já levou espetáculos e grupos a mais de 200 localidades no país e a festivais internacionais como: Espanha, Itália, França, Brasil e Canadá. É fundadora, produtora artística e programadora do Armazém 8.

Paulo Nobre, extraordinário jornalista e comunicador, foi mais um contemplado do Prémio Coragem de ficar e tem ajudado a dar a conhecer este Alentejo ao mundo. O Paulo Nobre começou nas rádios piratas, passando depois para as rádios locais depois da legalização, fez curso de jornalismo, foi fundador da Revista Imenso Sul, uma das revistas mais importantes do Alentejo Foi convidado pelo Jornalista Pedro Ferro para fazer parte, durante anos, da equipa de comunicação da Ovibeja, passou depois para a Antena 1 e é jornalista da RTP até hoje.

Os artistas Marcelino Bravo e João Concha foram os artistas autores dos prémios entregues.

A festa não poderia ter sido melhor com a atuação do GPP Trio, composto por Manuel Guerra, Nuno Páscoa e Pedro Pinto, músicos da casa e da terra, que animaram a noite com a sua habitual boa disposição e encerraram a festa dos 10 anos do Armazém 8.

Teresa Tapadas, um dos grandes nomes do fado, deu continuidade ao aniversário no dia seguinte com um espetáculo único que contou, mais uma vez, com dezenas de pessoas no público no mesmo espírito de festa. A noite da fadista decorreu no âmbito da parceria com o Armazém 8, na área do fado, com a chancela do Professor Francisco Carvalho.

JANEIRO 2024 - ESPECTÁCULOS
Trupe dos Bichos - 13 JAN. 24
Helena Reis & Miguel Orama - 19 JAN. 24
Quinteto Quebra Tudo - 26 JAN. 24

Reserve já o seu!

Rua do Eletricista 8 - P.I.T.E,
7005-513 Évora